Alcort - PetVirtual

Dúvidas? (11) 2143-4004 | Cadastre-se

Buscar no site

Alcort

011770415500000

De: R$ 14,90Por: R$ 12,90ou X de

Economia de R$ 2,00

Especificação

Especificação TécnicaUso Veterinário



Glicocorticóide Sintético



FÓRMULA:

Cada comprimido de 140 mg contém:

Prednisolona (acetato).................................20,0 mg

Excipiente q.s.p.........................................140,0 mg



GENERALIDADES:

A prednisolona exerce uma influência inibitória nos mecanismos associados aos processos inflamatórios. A permeabilidade vascular é alterada, a exsudação é diminuída e a migração das células inflamatórias é marcadamente inibida. Algumas manifestações sistêmicas tais como hipertermia e sinais de toxemia também podem ser suprimidas. Enquanto certos aspectos das alterações nas reações inflamatórias podem ser benéficas, a supressão da inflamação pode mascarar os sinais de infecção e facilitar a disseminação de microorganismos. O mecanismo de ação dos glicocorticóides se dá suprimindo a resposta tissular às agressões sofridas,unindo-se a um receptor localizado no interior do citoplasma das células. Como essas drogas atravessam facilmente as membranas lipídicas, forma-se facilmente um complexo hormônio-receptor, que se transloca para o núcleo da céluda onde se une a uma proteína solúvel. No interior do núcleo este complexo induz a síntese de RNA(m) específicos, os quais intervém na síntese protéica do genoma celular através de uma mensagem hormonal direta. Registra-se também uma alteração imediata da permeabilidade celular com aumento da captação de água, eletrólitos e aminoácidos.



INDICAÇÕES:

ALCORT® é indicado para o uso oral em cães. O produto é um antiinflamatório esteróide indicado em várias condições dermatológicas, alérgicas, oculares, otológicas e músculo-esqueléticas, doenças reumáticas, do colágeno tais como:

Condições Dermatológicas: eczema não específico, dermatite solar, queimaduras, etc.

Condições Alérgicas: urticária aguda, dermatite alérgica, reações de hipersensibilidade à drogas, a soros e vacinas, asma brônquica, sensibilidade a pólen e a outros alérgenos.

Condições Oculares: irite, iridociclite, glaucoma secundário, uveíte e corioretinite.

Condições Otológicas: otite externa.

Condições Músculo-esqueléticas: miosite, artrite reumatóide, osteoartrite e bursite.

Condições Colágenas: lupus eritematoso sistêmico, polimiosite e dermatomiosite.

Várias outras doenças recorrentes e/ou crônicas de etiologia desconhecida tais como colite ulcerativa e nefrose.

Na insuficiência adrenal aguda, ALCORT® é eficaz devido à sua habilidade de corrigir os distúrbios do metabolismo dos carboidratos e melhorar a diurese característica da insuficiência adrenal.



POSOLOGIA E MODO DE USAR:

Administrar por via oral. As doses médias recomendadas para cães são as seguintes:

No controle de processos alérgicos: 0,5 mg a 1,0 mg/kg de peso corporal/dia;

Para obter imunossupressão: 4 mg/kg de peso corporal/dia.

A dose total diária pode ser dividida em várias doses com intervalos de 6 a 12 horas. A chave para o manejo terapêutico satisfatório é a individualização da dosagem com relação à severidade da doença, a duração prevista da terapia esteróide e o nível de tolerância do paciente ao medicamento.

O primeiro objetivo da terapia com corticóides é alcançar um nível satisfatório de controle com a dose mínima efetiva diária. A recomendação da dosagem acima descrita é uma sugestão da média total da dose diária e pode ser alterada de acordo com a necessidade terapêutica , a critério do Médico Veterinário.

Tal como outros glicocorticóides, a dose diária total de ALCORT® deve ser administrada em doses iguais e divididas. A dose inicial supressiva é obtida usualmente dentro de um período de 2 a 7 dias nos casos de doençasmúsculo-esqueléticas, doenças alérgicas que afetam a pele e o trato respiratório, doenças inflamatórias do globo ocular. Se a resposta clínica não for obtida em sete dias, deverá ser feita uma reavaliação do caso clínico para confirmação do diagnóstico original.

Tão logo uma resposta clínica satisfatória seja obtida, a dose diária inicial deverá ser reduzida gradativamente até que a condição clínica temporária (asma sazonal, dermatite, inflamação ocular aguda) seja resolvida ou até que seja estabelecida a dose mínima efetiva de manutenção, nos casos de condições crônicas (artrite reumatóide). Nas condições crônicas e em especial nos quadros de artrite reumatóide, é importante que haja uma redução gradativa e paulatina. A dose de manutenção deve ser ajustada de tempo em tempo de acordo com a flutuação da atividade da doença e o estado geral do paciente.



CONTRA-INDICAÇÕES:

Não utilizar em infecções virais. ALCORT® é contra-indicado em animais com úlcera péptica, úlcera corneal e Síndrome de Cushing. Na presença de osteoporose, predisposição a tromboflebite, hipertensão, insuficiência cardíaca congestiva, insuficiência renal e tuberculose ativa, a utilização do produto deve ser monitorada cuidadosamente. Algumas das condições acima descritas ocorrem raramente em cães, mas devem ser sempre lembradas quando a utilização do produto for indicada.



PRECAUÇÕES:

Todos os pacientes que recebem esta droga devem ser observados atentamente e sinais de infecções bacterianas devem ser tratados de imediato e adequadamente. Assim como outros agentes glicocorticóides, a utilização contínua e prolongada deve ser desencorajada.

Embora a retenção de sódio e a depleção de potássio não tenham sido observadas quando o produto é utilizado nas doses recomendadas, pacientes sob esta terapia devem ser constantemente monitorados. Caso sejam observados sintomas de hipopotassemia (hipocalemia), a terapia com glicocorticóides deve ser descontinuada e as medidas adequadas para controle dos níveis de potássio instituídas.

Experimentos clínicos têm demonstrado que glicocorticóides administrados oralmente ou pela via parenteral em fêmeas, podem induzir o primeiro estágio de parto, quando administrado durante o terço final de gestação e levar a um parto prematuro distócico, morte fetal, retenção de placenta e metrite. Glicocorticóides administrados em cadelas, coelhos e roedores durante a gestação, podem resultar no aparecimento de fetos com fissura palatina. Glicocorticóides administrados em cadelas durante a gestação, também podem resultar em anomalias congênitas incluindo deformidades dos membros e anasarca.



EFEITOS COLATERAIS:

Elevação de enzimas hepáticas, perda de peso, anorexia, polidipsia, poliúria e outros efeitos indesejáveis podem ocorrer após o uso de glicocorticóides sintéticos no cão. Também tem sido relatados vômitos e diarréia (ocasionalmente sanguinolenta). A Síndrome de Cushing também tem sido relatada associada ao uso prolongado ou repet
Comprar
Antiinflamatório esteróide indicado em várias condições dermatológicas, alérgica, oculares, otológicas e doenças reumáticas.

Especificação

Especificação TécnicaUso Veterinário



Glicocorticóide Sintético



FÓRMULA:

Cada comprimido de 140 mg contém:

Prednisolona (acetato).................................20,0 mg

Excipiente q.s.p.........................................140,0 mg



GENERALIDADES:

A prednisolona exerce uma influência inibitória nos mecanismos associados aos processos inflamatórios. A permeabilidade vascular é alterada, a exsudação é diminuída e a migração das células inflamatórias é marcadamente inibida. Algumas manifestações sistêmicas tais como hipertermia e sinais de toxemia também podem ser suprimidas. Enquanto certos aspectos das alterações nas reações inflamatórias podem ser benéficas, a supressão da inflamação pode mascarar os sinais de infecção e facilitar a disseminação de microorganismos. O mecanismo de ação dos glicocorticóides se dá suprimindo a resposta tissular às agressões sofridas,unindo-se a um receptor localizado no interior do citoplasma das células. Como essas drogas atravessam facilmente as membranas lipídicas, forma-se facilmente um complexo hormônio-receptor, que se transloca para o núcleo da céluda onde se une a uma proteína solúvel. No interior do núcleo este complexo induz a síntese de RNA(m) específicos, os quais intervém na síntese protéica do genoma celular através de uma mensagem hormonal direta. Registra-se também uma alteração imediata da permeabilidade celular com aumento da captação de água, eletrólitos e aminoácidos.



INDICAÇÕES:

ALCORT® é indicado para o uso oral em cães. O produto é um antiinflamatório esteróide indicado em várias condições dermatológicas, alérgicas, oculares, otológicas e músculo-esqueléticas, doenças reumáticas, do colágeno tais como:

Condições Dermatológicas: eczema não específico, dermatite solar, queimaduras, etc.

Condições Alérgicas: urticária aguda, dermatite alérgica, reações de hipersensibilidade à drogas, a soros e vacinas, asma brônquica, sensibilidade a pólen e a outros alérgenos.

Condições Oculares: irite, iridociclite, glaucoma secundário, uveíte e corioretinite.

Condições Otológicas: otite externa.

Condições Músculo-esqueléticas: miosite, artrite reumatóide, osteoartrite e bursite.

Condições Colágenas: lupus eritematoso sistêmico, polimiosite e dermatomiosite.

Várias outras doenças recorrentes e/ou crônicas de etiologia desconhecida tais como colite ulcerativa e nefrose.

Na insuficiência adrenal aguda, ALCORT® é eficaz devido à sua habilidade de corrigir os distúrbios do metabolismo dos carboidratos e melhorar a diurese característica da insuficiência adrenal.



POSOLOGIA E MODO DE USAR:

Administrar por via oral. As doses médias recomendadas para cães são as seguintes:

No controle de processos alérgicos: 0,5 mg a 1,0 mg/kg de peso corporal/dia;

Para obter imunossupressão: 4 mg/kg de peso corporal/dia.

A dose total diária pode ser dividida em várias doses com intervalos de 6 a 12 horas. A chave para o manejo terapêutico satisfatório é a individualização da dosagem com relação à severidade da doença, a duração prevista da terapia esteróide e o nível de tolerância do paciente ao medicamento.

O primeiro objetivo da terapia com corticóides é alcançar um nível satisfatório de controle com a dose mínima efetiva diária. A recomendação da dosagem acima descrita é uma sugestão da média total da dose diária e pode ser alterada de acordo com a necessidade terapêutica , a critério do Médico Veterinário.

Tal como outros glicocorticóides, a dose diária total de ALCORT® deve ser administrada em doses iguais e divididas. A dose inicial supressiva é obtida usualmente dentro de um período de 2 a 7 dias nos casos de doençasmúsculo-esqueléticas, doenças alérgicas que afetam a pele e o trato respiratório, doenças inflamatórias do globo ocular. Se a resposta clínica não for obtida em sete dias, deverá ser feita uma reavaliação do caso clínico para confirmação do diagnóstico original.

Tão logo uma resposta clínica satisfatória seja obtida, a dose diária inicial deverá ser reduzida gradativamente até que a condição clínica temporária (asma sazonal, dermatite, inflamação ocular aguda) seja resolvida ou até que seja estabelecida a dose mínima efetiva de manutenção, nos casos de condições crônicas (artrite reumatóide). Nas condições crônicas e em especial nos quadros de artrite reumatóide, é importante que haja uma redução gradativa e paulatina. A dose de manutenção deve ser ajustada de tempo em tempo de acordo com a flutuação da atividade da doença e o estado geral do paciente.



CONTRA-INDICAÇÕES:

Não utilizar em infecções virais. ALCORT® é contra-indicado em animais com úlcera péptica, úlcera corneal e Síndrome de Cushing. Na presença de osteoporose, predisposição a tromboflebite, hipertensão, insuficiência cardíaca congestiva, insuficiência renal e tuberculose ativa, a utilização do produto deve ser monitorada cuidadosamente. Algumas das condições acima descritas ocorrem raramente em cães, mas devem ser sempre lembradas quando a utilização do produto for indicada.



PRECAUÇÕES:

Todos os pacientes que recebem esta droga devem ser observados atentamente e sinais de infecções bacterianas devem ser tratados de imediato e adequadamente. Assim como outros agentes glicocorticóides, a utilização contínua e prolongada deve ser desencorajada.

Embora a retenção de sódio e a depleção de potássio não tenham sido observadas quando o produto é utilizado nas doses recomendadas, pacientes sob esta terapia devem ser constantemente monitorados. Caso sejam observados sintomas de hipopotassemia (hipocalemia), a terapia com glicocorticóides deve ser descontinuada e as medidas adequadas para controle dos níveis de potássio instituídas.

Experimentos clínicos têm demonstrado que glicocorticóides administrados oralmente ou pela via parenteral em fêmeas, podem induzir o primeiro estágio de parto, quando administrado durante o terço final de gestação e levar a um parto prematuro distócico, morte fetal, retenção de placenta e metrite. Glicocorticóides administrados em cadelas, coelhos e roedores durante a gestação, podem resultar no aparecimento de fetos com fissura palatina. Glicocorticóides administrados em cadelas durante a gestação, também podem resultar em anomalias congênitas incluindo deformidades dos membros e anasarca.



EFEITOS COLATERAIS:

Elevação de enzimas hepáticas, perda de peso, anorexia, polidipsia, poliúria e outros efeitos indesejáveis podem ocorrer após o uso de glicocorticóides sintéticos no cão. Também tem sido relatados vômitos e diarréia (ocasionalmente sanguinolenta). A Síndrome de Cushing também tem sido relatada associada ao uso prolongado ou repet

Especificação

Especificação TécnicaUso Veterinário



Glicocorticóide Sintético



FÓRMULA:

Cada comprimido de 140 mg contém:

Prednisolona (acetato).................................20,0 mg

Excipiente q.s.p.........................................140,0 mg



GENERALIDADES:

A prednisolona exerce uma influência inibitória nos mecanismos associados aos processos inflamatórios. A permeabilidade vascular é alterada, a exsudação é diminuída e a migração das células inflamatórias é marcadamente inibida. Algumas manifestações sistêmicas tais como hipertermia e sinais de toxemia também podem ser suprimidas. Enquanto certos aspectos das alterações nas reações inflamatórias podem ser benéficas, a supressão da inflamação pode mascarar os sinais de infecção e facilitar a disseminação de microorganismos. O mecanismo de ação dos glicocorticóides se dá suprimindo a resposta tissular às agressões sofridas,unindo-se a um receptor localizado no interior do citoplasma das células. Como essas drogas atravessam facilmente as membranas lipídicas, forma-se facilmente um complexo hormônio-receptor, que se transloca para o núcleo da céluda onde se une a uma proteína solúvel. No interior do núcleo este complexo induz a síntese de RNA(m) específicos, os quais intervém na síntese protéica do genoma celular através de uma mensagem hormonal direta. Registra-se também uma alteração imediata da permeabilidade celular com aumento da captação de água, eletrólitos e aminoácidos.



INDICAÇÕES:

ALCORT® é indicado para o uso oral em cães. O produto é um antiinflamatório esteróide indicado em várias condições dermatológicas, alérgicas, oculares, otológicas e músculo-esqueléticas, doenças reumáticas, do colágeno tais como:

Condições Dermatológicas: eczema não específico, dermatite solar, queimaduras, etc.

Condições Alérgicas: urticária aguda, dermatite alérgica, reações de hipersensibilidade à drogas, a soros e vacinas, asma brônquica, sensibilidade a pólen e a outros alérgenos.

Condições Oculares: irite, iridociclite, glaucoma secundário, uveíte e corioretinite.

Condições Otológicas: otite externa.

Condições Músculo-esqueléticas: miosite, artrite reumatóide, osteoartrite e bursite.

Condições Colágenas: lupus eritematoso sistêmico, polimiosite e dermatomiosite.

Várias outras doenças recorrentes e/ou crônicas de etiologia desconhecida tais como colite ulcerativa e nefrose.

Na insuficiência adrenal aguda, ALCORT® é eficaz devido à sua habilidade de corrigir os distúrbios do metabolismo dos carboidratos e melhorar a diurese característica da insuficiência adrenal.



POSOLOGIA E MODO DE USAR:

Administrar por via oral. As doses médias recomendadas para cães são as seguintes:

No controle de processos alérgicos: 0,5 mg a 1,0 mg/kg de peso corporal/dia;

Para obter imunossupressão: 4 mg/kg de peso corporal/dia.

A dose total diária pode ser dividida em várias doses com intervalos de 6 a 12 horas. A chave para o manejo terapêutico satisfatório é a individualização da dosagem com relação à severidade da doença, a duração prevista da terapia esteróide e o nível de tolerância do paciente ao medicamento.

O primeiro objetivo da terapia com corticóides é alcançar um nível satisfatório de controle com a dose mínima efetiva diária. A recomendação da dosagem acima descrita é uma sugestão da média total da dose diária e pode ser alterada de acordo com a necessidade terapêutica , a critério do Médico Veterinário.

Tal como outros glicocorticóides, a dose diária total de ALCORT® deve ser administrada em doses iguais e divididas. A dose inicial supressiva é obtida usualmente dentro de um período de 2 a 7 dias nos casos de doençasmúsculo-esqueléticas, doenças alérgicas que afetam a pele e o trato respiratório, doenças inflamatórias do globo ocular. Se a resposta clínica não for obtida em sete dias, deverá ser feita uma reavaliação do caso clínico para confirmação do diagnóstico original.

Tão logo uma resposta clínica satisfatória seja obtida, a dose diária inicial deverá ser reduzida gradativamente até que a condição clínica temporária (asma sazonal, dermatite, inflamação ocular aguda) seja resolvida ou até que seja estabelecida a dose mínima efetiva de manutenção, nos casos de condições crônicas (artrite reumatóide). Nas condições crônicas e em especial nos quadros de artrite reumatóide, é importante que haja uma redução gradativa e paulatina. A dose de manutenção deve ser ajustada de tempo em tempo de acordo com a flutuação da atividade da doença e o estado geral do paciente.



CONTRA-INDICAÇÕES:

Não utilizar em infecções virais. ALCORT® é contra-indicado em animais com úlcera péptica, úlcera corneal e Síndrome de Cushing. Na presença de osteoporose, predisposição a tromboflebite, hipertensão, insuficiência cardíaca congestiva, insuficiência renal e tuberculose ativa, a utilização do produto deve ser monitorada cuidadosamente. Algumas das condições acima descritas ocorrem raramente em cães, mas devem ser sempre lembradas quando a utilização do produto for indicada.



PRECAUÇÕES:

Todos os pacientes que recebem esta droga devem ser observados atentamente e sinais de infecções bacterianas devem ser tratados de imediato e adequadamente. Assim como outros agentes glicocorticóides, a utilização contínua e prolongada deve ser desencorajada.

Embora a retenção de sódio e a depleção de potássio não tenham sido observadas quando o produto é utilizado nas doses recomendadas, pacientes sob esta terapia devem ser constantemente monitorados. Caso sejam observados sintomas de hipopotassemia (hipocalemia), a terapia com glicocorticóides deve ser descontinuada e as medidas adequadas para controle dos níveis de potássio instituídas.

Experimentos clínicos têm demonstrado que glicocorticóides administrados oralmente ou pela via parenteral em fêmeas, podem induzir o primeiro estágio de parto, quando administrado durante o terço final de gestação e levar a um parto prematuro distócico, morte fetal, retenção de placenta e metrite. Glicocorticóides administrados em cadelas, coelhos e roedores durante a gestação, podem resultar no aparecimento de fetos com fissura palatina. Glicocorticóides administrados em cadelas durante a gestação, também podem resultar em anomalias congênitas incluindo deformidades dos membros e anasarca.



EFEITOS COLATERAIS:

Elevação de enzimas hepáticas, perda de peso, anorexia, polidipsia, poliúria e outros efeitos indesejáveis podem ocorrer após o uso de glicocorticóides sintéticos no cão. Também tem sido relatados vômitos e diarréia (ocasionalmente sanguinolenta). A Síndrome de Cushing também tem sido relatada associada ao uso prolongado ou repet


Pergunte e veja opiniões de quem já comprou